Jesus escolhe seus discípulos

O blogger do professor da escola dominical e do pregador da palavra de Deus em www.pastorguilhermel.com.br

JESUS ESCOLHE SEUS DISCÍPULOS
Lição 5 - 3 de Maio de 2015
Texto Áureo: Lucas 14.27 E qualquer que não levar a sua cruz e não vier após mim não pode ser meu discípulo.
Leitura Bíblica em Classe: Lucas 14.25-35 
 
Lucas 14.25 Ora, ia com ele uma grande multidão; e, voltando-se, disse-lhe:

Lucas 14.26 Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.

Lucas 14.27 E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo.

Lucas 14.28 Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar?

Lucas 14.29 Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele,

Lucas 14.30 Dizendo: Este homem começou a edificar e não pôde acabar.

Lucas 14.31 Ou qual é o rei que, indo à guerra a pelejar contra outro rei, não se assenta primeiro a tomar conselho sobre se com dez mil pode sair ao encontro do que vem contra ele com vinte mil?

Lucas 14.32 De outra maneira, estando o outro ainda longe, manda embaixadores, e pede condições de paz.

Lucas 14.33 Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo.

Lucas 14.34 Bom é o sal; mas, se o sal degenerar, com que se há de salgar?

Lucas 14.35 Nem presta para a terra, nem para o monturo; lançam-no fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

http://pastorguilhermel.blogspot.com.br/2015/04/jesus-escolhe-seus-discipulos.html

A tentação de Jesus

O blogger do professor da escola dominical e do pregador da palavra de Deus em www.pastorguilhermel.com.br

A TENTAÇÃO DE JESUS
Lição 4 - 26 de Abril de 2015
Texto Áureo: Hebreus 4.15 Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.
Leitura Bíblica em Classe: Lucas 4.1-13  

CORPO, ALMA E ESPÍRITO SÃO OS TRÊS ALVOS DAS TENTAÇÕES DO DIABO 

Introdução: A tentação é algo que se manifesta em todas as áreas, tanto física, mental ou espiritual. No âmbito religioso, a tentação em muitas situações é incitada por parte do Diabo. O Diabo tem um poder de persuasão muito convincente e pode provocar o indivíduo levando-o a fazer ou a deixar de fazer algo, aproveitando das suas fraquezas para afastá-lo de Deus. (Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Embora muitos crentes ignorem isso no seu dia a dia, a realidade é que vivemos uma luta constante contra as tentações que nos induzem a enveredar pelo caminho mais fácil, mas afastados dos preceitos divinos. O apóstolo Paulo enfrentou vários tipos de adversidades sabendo o Diabo estava por trás de muitas coisas pelo qual ele passou. (Porque não ignoramos os seus ardís.
2 Coríntios 2:11) Jesus alertou quanto ao cuidado com as tentações: (Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca. Mateus 26:41). Paulo também instruiu os gálatas a respeito da luta contra a carne e o espírito: (Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Gálatas 5:17). Uma das maiores defesas para não entrarmos em tentação é seguir este conselho do apóstolo Paulo: (Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Gálatas 5:16). Também a sujeição a Deus é uma das formas de resistirmos do Diabo e se nos sujeitarmos ao Senhor acontecerá o seguinte com ele: (Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Tiago 4:7). 

1) O PRIMEIRO HOMEM FALHOU NO JARDIM, MAS O SEGUNDO TRIUNFOU NO DESERTO - Lucas 4.1 E JESUS, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto;
Adão estava num jardim completamente farto de árvores frutíferas e nada lhe faltava na questão alimentícia, e foi nessa condição que foi submetido por Deus a um teste de fidelidade o qual revelaria o seu verdadeiro caráter. Deus havia dado um único mandamento para Adão o qual deveria ser rigorosamente obedecido. O mandamento como sabemos era não comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Como o mandamento foi dado a Adão, o Diabo não foi tentá-lo diretamente, pois certamente Adão não cairia nessa tentação. Como o mandamento não foi dado diretamente a Eva, foi ai que o Diabo maquinou sua estratégia tentando-a a comer do fruto proibido. Assim Eva cedeu facilmente a tentação comendo do fruto e vendo que nada lhe tinha acontecido convenceu Adão a fazê-lo, e ele também comeu do fruto. Com isso o pecado entrou no mundo e o Diabo que conseguiu seu intento com Adão, agora vai até Jesus no deserto para tentá-lo, tanto na área física, mental e espiritual. 
2) SÓ TRIUNFA SOBRE AS TENTAÇÕES DO DIABO QUEM ANDA NO ESPÍRITO E NÃO CARNE - Lucas 4.2 E quarenta dias foi tentado pelo diabo, e naqueles dias não comeu coisa alguma; e, terminados eles, teve fome.
Foram quarenta dias de jejum, onde absteve a sua carne de qualquer tipo de alimentação. Assim Jesus não alimentou a sua carne nesse período, e sim o seu espírito. Através de muita oração, comunhão, e meditação com o Pai, ele deu todo alimento necessário ao seu espírito para passar por aquela grande provação. (Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. Romanos 8:8). Jesus viveu em êxtase contínuo, durante o qual as necessidades do corpo dele foram milagrosamente satisfeitas.
3) QUEM ANDA NA CARNE NÃO DISCERNE OS ARDIZ DO DIABO ISSO É SÓ NO ESPÍRITO -Lucas 4.3 E disse-lhe o diabo: Se tu és o Filho de Deus, dize a esta pedra que se transforme em pão.
O Diabo sabe manifestar toda a sua astúcia e toda a sua habilidade e foi isso que ele usou contra Cristo. Contando com a fome que o Salvador estava sentindo, Satanás lançou mão desse fato para desferir o seu primeiro golpe tentando gerar dúvidas em Jesus quanto a sua filiação divina. (Se tu és Filho de Deus manda que essas pedras se transformem em pães). Essa expressão provocadora foi duas vezes usada pelo tentador em suas sutis sugestões. Pouco antes de o Diabo lançar dúvidas quanto à filiação de Jesus, na ocasião do seu batismo, a voz do Pai havia falado com suficiente clareza para confirmar o Filho, e certamente o Diabo e seus demônios havia escutado. Assim o Diabo lançou um desafio para que Jesus buscasse uma certeza maior. O Diabo provocou e intencionou em tocar de maneira mais intensa, no amor-próprio de Jesus com intenção de tentá-lo a pecar. Sutilmente Satanás procurou fazer Jesus utilizar o dom de milagres concedido a Ele pelo Espírito Santo em coisa de interesse pessoal. Jesus despojado de toda a sua glória haveria de sofrer fome como um simples mortal naquele desolado deserto e como simples mortal deveria buscar o alimento sem o uso do seu dom.
4) É SÓ NO ESPÍRITO QUE O HOMEM NÃO IRÁ FALHAR NOS MOMENTOS DE PROVAÇÃO - Lucas 4.4 E Jesus lhe respondeu, dizendo: Está escrito que nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra de Deus.
Se Jesus desse ouvido ao Diabo teria se subordinado a vontade do dele e colocado a necessidade da Sua natureza humana acima da sua natureza divina, transformando o divino em meio de satisfazer o humano. Esta ordem não pode ser invertida, pois foi estabelecida por Deus. Jesus tinha conhecimento disso e rejeitou energicamente esse primeiro ataque fazendo uso da acertada e invencível Palavra de Deus. (Está escrito, não só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus Mt 4.4).
5) AS PROVAÇÕES DO CRENTE SÃO CONTÍNUAS, POIS O DIABO SEMPRE MUDA DE PLANOS -Lucas 4.5 E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo.
Satanás queria deslumbrar Jesus com uma visão espetacular do mundo físico no sentido de que Ele pudesse governar o mundo sob a sua influência, e diabólica direção. Era outra tentativa que ele havia planejado para enganar Jesus, como se Ele pudesse ser enganado. Essa é uma das tentações mais usadas pelo inimigo contra o homem. Quantos têm feito pacto com Satanás para obter riquezas, poder e fama. Quando Jesus advertiu que surgiriam falsos apóstolos, pastores que fariam prodígios e milagres que se possível enganariam até os escolhidos, isso não deixa de ser uma realidade em nossos dias. Só que as ofertas e ajudas de Satanás estão muito distantes de ser gratuita. 
6) NOS PLANOS DO DIABO ELE PROVOCA A AMBIÇÃO DO HOMEM COM SUAS OFERTAS - Lucas 4.6 E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero.
Satanás se descreve como o legítimo dono e governante deste mundo. Na realidade por vontade permissiva de Deus, o Diabo chamado de deus deste século é o posseiro do mundo até que Jesus o derrote definitivamente no final da grande tribulação, quando assumira o seu reino. Portanto o que ele ofereceu a Jesus era de fato real. A trama do inimigo era facilitar as coisas para que Jesus aceitasse e assim não precisaria se sacrificar na cruz do calvário. 
7) QUEM ACEITA AS OFERTAS DO DIABO RECONHECE SUA AUTORIDADE SOBRE SUA VIDA - Lucas 4.7 Portanto, se tu me adorares, tudo será teu.
Satanás mesmo sabendo que a posse deste mundo é temporária, ele se atreveu a oferecer ao Senhor com uma exigência extremamente ousada. Ele sugeriu que Jesus se prostrasse diante dele e o adorasse imaginando que se o Senhor o aceitasse ele sairia vitorioso e todo plano de salvação divino estaria perdido. Livrar-se de Jesus o Seu executor era um grande plano do Diabo no sentido de escapar da sua condenação eterna. 

8) A AUTORIDADE E ADORAÇÃO A DEUS DEVE SER DECLARADA À TODA OFERTA DO DIABO - Lucas 4.8 E Jesus, respondendo, disse-lhe: Vai-te para trás de mim, Satanás; porque está escrito: Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás.
Nas almas comuns, a possibilidade de adquirir os bens terrenos excita ao máximo o desejo de possuí-los e de desfrutá-los. Como o homem tem essa fraqueza o Diabo age para despertar essa cobiça na quais muitos caem nela porque não conseguem dizer: passa para trás de mim Satanás, assim como fez o Senhor Jesus. Deus é exclusivista com os seus adoradores, pois não divide a Sua glória com outrem. 
9) NAS OFERTAS DO DIABO ELE USA DÚVIDAS QUANTO A FILIAÇÃO DO HOMEM COM DEUS - Lucas 4.9 Levou-o também a Jerusalém, e pô-lo sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo;
Jesus tolerou que Satanás o transportasse até Jerusalém no pináculo do templo para lançar mais um desafio. A tática diabólica dessa vez foi usar uma citação bíblica atrevendo-se a usar a Palavra para justificar a sua odiosa proposta. O plano era que Jesus saltasse do pináculo de templo e que os anjos recebessem ordem do Salvador para que o amparasse na queda. Se Jesus caísse nessa tentação, iria impressionar os judeus, que andavam, a todo o momento, pelos pátios do templo e, ao mesmo tempo, seria aclamado como o esperado libertador e assim não precisaria ir ao sacrifício da cruz. Jesus também fez uso da palavra quando retrucou: (Também está escrito: Não tentarás o Senhor; teu Deus Mt 4.7).
10) A FILIAÇÃO DO HOMEM COM DEUS NÃO O AUTORIZA TENTAR DEUS COM EXCESSOS - Lucas 4.10 Porque está escrito: Mandará aos seus anjos, acerca de ti, que te guardem,
Jesus sabia que se cedesse a proposta do Diabo estaria tentando a Deus. Seria forçar Deus a operar milagres para satisfazer atos de exibicionismo como muitos ministros do evangelho procuram fazer para enganar o povo de Deus. Jesus se privou de realizar um ato pecaminoso proposto pelo Diabo. Jesus não precisava disso para comprovar a sua missão celestial. 
11) O HOMEM NÃO PODE EXCEDER NO PODER QUE DEUS LHE CONFERE PARA LHE SERVIR - Lucas 4.11 E que te sustenham nas mãos, Para que nunca tropeces com o teu pé em alguma pedra.
O Diabo preparou uma armadilha, mas Jesus não caiu nela, pois sabia que fazer o que Satanás lhe propunha equivaleria a substituir a fé pela conjectura, e a submissão à direção de Deus e assim se exporia a autodestruição. Era a falsa confiança no Pai, que o Diabo pedia a Jesus nessa tentação. Deus não tolera, mas condena e castiga a imprudência de jogar com a providência, lançar-se impulsivamente a um perigo totalmente injustificado. Se Jesus atendesse essa proposta do Diabo, Ele cairia e se estatelaria no chão do templo, pois estava completamente na condição humana e era nessa condição que cumpriria Sua missão até o fim. O Diabo pode citar as Escrituras para realizar os seus propósitos. 
12) QUEM SERVE AO SENHOR NÃO PODE TENTÁ-LO A FAZER MILAGRES POR EXIBIÇÃO - Lucas 4.12 E Jesus, respondendo, disse-lhe: Dito está: Não tentarás ao Senhor teu Deus.
Se seguirmos a vontade de Deus as promessas Dele são eficazes em qualquer crise em que formos lançados. Ninguém tem o direito de desafiar as promessas e a boa vontade de Deus. Jesus não poderia expor-se desnecessariamente ao perigo apenas para observar a reação de seu Pai, isto equivaleria em um grande pecado e se isso acontecesse sua missão falharia e toda humanidade estaria perdida. O Diabo trabalha para exercer em nós uma falsa confiança, a mesma que ele insistiu para que Jesus exercesse. Não tentarás o Senhor seu Deus é a resposta a tudo isso e foi assim que Jesus venceu mais esta tentação.
13) O DIABO NÃO DERROTANDO O HOMEM NAS TENTAÇÕES NÃO SIGNIFICA QUE DESISTIU - Lucas 4.13 E, acabando o diabo toda a tentação, ausentou-se dele por algum tempo.
Satanás após essa tentação frustrada afastou-se de Jesus até um momento mais oportuno. Significa que o Diabo não desiste das suas empreitadas e, assim aguardaria um momento oportuno para agir novamente. É preciso entender que quando ele não consegue atingir os seus propósitos e se sente derrotado, isso faz com que a sua irritação aumente ainda mais. No transcorrer do ministério de Jesus observamos que Satanás não investe mais pessoalmente como fez nessa tentação, pelo contrário ele muda as suas estratégias usando pessoas para tentar atingir o Senhor. Não costume se vangloriar diante do Diabo achando que você é o tal diante dele, é preciso lembrar que ele anda ao derredor rugindo como leão, buscando alguém que possa tragar.


Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel
http://pastorguilhermel.blogspot.com.br/2015/04/a-tentacao-de-jesus.html

Lição 03: A Infância de Jesus

O blogger do professor da escola dominical e do pregador da palavra de Deus em www.pastorguilhermel.com.br

A INFÂNCIA DE JESUS
Lição 3 - 19 de Abril de 2015
Texto Áureo: Lucas 2.52 E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens.
Leitura Bíblica em Classe: Lucas 2.46-49; 3.21,22

AS FASES DO DESENVOLVIMENTO DA INFÂNCIA DE JESUS

Introdução: Nada se fala sobre a infância de Jesus desde que os seus pais regressaram do Egito onde ficaram refugiados até a morte de Herodes que tinha intenção de matá-lo. Com Ele ainda bebê sua mãe Maria e seu padrasto José foram morar em Nazaré onde Jesus como todo ser humano precisou apreender, desenvolver-se e amadurecer. Quando Jesus tinha doze anos de idade, seus pais foram ao Templo em Jerusalém como sempre faziam anualmente e foi nessa incursão que podemos chegar a algumas conclusões a seu respeito no que concerne a sua infância. Isso se deu quando retornavam para Nazaré e esqueceram Jesus em Jerusalém e ao darem falta dele voltaram encontrando-O entre os doutores da lei debatendo sobre as Escrituras. Isso mostra que Jesus desde pequeno foi instruído nas sagradas letras desenvolvendo um grande conhecimento e sabedoria da palavra. É sabido também que Jesus aprendeu com o padrasto o ofício de carpinteiro e após a morte do seu padrasto tornou-se arrimo da família vendendo moveis que Ele fabricava. Em toda sua fase de crescimento como criança, adolescente e moço, não há registro de qualquer feito milagroso partindo dele. Isso porque Jesus estava despojado de toda a sua glória e poder e nesse período viveu em Nazaré como qualquer outro ser humano. Seu primeiro milagre só é relatado após ser batizado no Jordão quando foi ungido pelo Espírito Santo e numa ação conjunta com este passou a exercer o seu ministério terreno, e esse primeiro milagre é visto quando transformou água em vinho nas bodas de Caná.
I – O EXEMPLO DE JESUS NO SEU DESENVOLVIMENTO FÍSICO
1. A diferença corpórea de Jesus para nós é que Ele não tinha pecado - Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Hebreus 4:15
Sendo o Filho Unigênito de Deus, não usou dessas prerrogativas e despojado de todo o poder quando ministrava aqui na terra em um corpo humano, Ele passou por tudo o que passamos e muito mais. Sendo totalmente sem pecado certamente sofreu todo o tipo de tentações e provações de uma maneira mais forte do que nós. Isto porque satanás tinha grande interesse que Jesus pecasse, pois era a única forma de poder derrotá-lo. Apesar de ter sido tentado, Cristo não pecou e pode nos ajudar quando enfrentarmos tentações. Jesus nunca falhou em qualquer sentido e devemos procurar seguir o seu exemplo.
2. Assim como somos, Jesus também tinha todas as necessidades físicas - E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta. João 4:6
Jesus passou pelas experiências normais da vida humana e é capaz de identificar-se conosco em cada uma delas. Jesus passando por Samaria sentou-se junto ao poço de Jacó enquanto seus discípulos foram à cidade comprar comida. Jesus estava cansado, faminto e sedento revelando assim a sua condição totalmente humana sentindo todas as necessidades que qualquer homem tem.
II – O EXEMPLO DE JESUS NO SEU DESENVOLVIMENTO SOCIAL
1. Jesus como todo bom filho conviveu em obediência aos seus pais - E desceu com eles, e foi para Nazaré, e era-lhes sujeito. E sua mãe guardava no seu coração todas estas coisas. Lucas 2:51
Jesus era sujeito aos seus pais como todo filho deve ser. Ele era obediente as ordens dos seus pais dando a todas as crianças um exemplo para que também sejam obedientes e respeitosas aos seus pais. A sua mãe, embora não compreendesse perfeitamente as palavras do Filho, ainda assim guardava no coração, na esperança que mais adiante elas fossem compreendidas e fazer uso delas.
2. Jesus aprendeu o que foi necessário na parte secular e espiritual - Não é este o carpinteiro, filho de Maria, e irmão de Tiago, e de José, e de Judas e de Simão? e não estão aqui conosco suas irmãs? E escandalizavam-se nele. Marcos 6:3 - E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler. Lucas 4:16
Jesus não ficou na ociosidade na sua fase de crescimento, muito pelo contrário, Ele aprendeu os ofícios de carpinteiro, profissão essa que exerceu até completar os trinta anos de idade. Também foi instruído nas Escrituras Sagradas e isso mostra que todo seu tempo era ocupado, tanto na área secular, como na área espiritual. O povo, principalmente os de Nazaré, cidade onde Jesus morava, não aceitava sob hipótese alguma crerem que Jesus era o Messias enviado por Deus. Não aceitavam crer que o Messias moraria numa cidade pequena e mais ainda, trabalhando como um simples carpinteiro. O Senhor se humilhou assumindo a forma de servo para nos redimir do nosso estado pecaminoso. Jesus detestava a ociosidade e certamente não se agrada daqueles que vivem nessa condição. É melhor assumir qualquer atividade cansativa, que proporcionem um modo de vida simples, do que viver entregue à preguiça.
III – O EXEMPLO DE JESUS NO SEU DESENVOLVIMENTO PSICOLÓGICO
1. Jesus desenvolveu em todo seu crescimento a parte mental e psicológica - E aconteceu que, passados três dias, o acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os, e interrogando-os. Lucas 2.46 - Lucas 2.47 E todos os que o ouviam admiravam a sua inteligência e respostas.
Quando os seus pais O levaram consigo para adorar a Deus no templo em Jerusalém, certamente muitas crianças que foram nessa incursão com os seus pais preferiam estar brincando, mas Jesus já aos doze anos preferia aquilo que lhe era útil. Assim ficou entre os doutores da lei aprendendo com eles e também compartilhando a sua sabedoria que foi admirada por todos que ali estavam.
2. Jesus aprendeu a controlar seus impulsos emocionais mesmo sob pressão - Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Mateus 11:29 - Lucas 2.49 E ele lhes disse: Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai?
Mesmo sendo chamado à atenção por sua mãe Jesus não retrucou asperamente, pois tinha um modo muito manso para responder a todas as pessoas, inclusive aos seus pais. Esse modo de agir e responder com sabedoria foi desenvolvida na sua infância e, assim procurava passar essa desenvoltura adquirida para que outros seguissem o seu exemplo. Jesus em seu ministério foi muito instigado pelas autoridades religiosas e muitas vezes com ofensas. Porém sempre mostrou serenidade e equilíbrio para responder as interpelações que lhe faziam.
IV – O EXEMPLO DE JESUS NO SEU DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL
1. Jesus era cônscio de estar sob a graça e isso o fortalecia espiritualmente - E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens. Lucas 2:52 - Lucas 3.21 E aconteceu que, como todo o povo se batizava, sendo batizado também Jesus, orando ele, o céu se abriu;
Como revela a Escritura, Jesus nas suas fases de crescimento se dedicava a uma vida de oração, pois Ele se fortalecia em espírito, também era um grande estudioso da palavra, pois era cheio de sabedoria e cheio da graça de Deus. Isso mostra que Deus o amava e tinha um enorme carinho para com Ele. Ele identificou-se com os pecadores na questão do batismo nas águas, embora sendo o Filho perfeito de Deus não precisava arrepender-se de pecado algum e nem ser batizado. Ele revelou que o motivo do seu batismo dizendo: "porque, assim, nos convém cumprir toda a justiça". O Seu desenvolvimento espiritual atingiu o ápice no momento do batismo, quando o Pai confirmou o início do seu ministério.
2. Jesus se preparou em todos os sentidos e soube esperar o tempo de agir - E aconteceu que, passados três dias, o acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os, e interrogando-os. Lucas 2:46 - Lucas 3.22 E o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como pomba; e ouviu-se uma voz do céu, que dizia: Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo.
Mesmo tendo aos doze anos de idade um grande conhecimento das Escrituras, fato esse demonstrado aos doutores da lei quando esteve em Jerusalém, Jesus não se antecipou a exercer o seu ministério terreno antes do tempo a qual estava predestinado. Esse é um exemplo para muitos afoitos que se precipitam a exercer um ministério querendo passar a frente de Deus O apóstolo Paulo se preparou após a sua chamada e aguardou o momento da sua separação para iniciar o seu ministério apostólico junto com Barnabé. Jesus até o momento do seu batismo não estava revestido pelo poder do Espírito Santo, e isso só veio acontecer no momento do seu batismo cumprindo assim o que está escrito no livro do profeta Isaías: (O espírito do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos;

Isaías 61:1).   

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel
http://pastorguilhermel.blogspot.com.br/2015/04/licao-03-infancia-de-jesus.html

O nascimento de Jesus - Esboço e Comentário

O blogger do professor da escola dominical e do pregador da palavra de Deus em www.pastorguilhermel.com.br

O NASCIMENTO DE JESUS
Lição 2 - 12 de Abril de 2015
Texto Áureo: Lucas 2.7  E deu à luz o seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa mangedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.
Leitura Bíblica em Classe: Lucas 2.1-7

FATOS QUE ANTECEDERAM O NASCIMENTO DE JESUS

Introdução: Embora acompanhado por uma estrela no firmamento, o nascimento de Jesus gerou pouca importância ou interesse entre os judeus. Somente algumas personagens como os magos do oriente e os pastores do campo é que se interessaram em acompanhar esse grande acontecimento, o qual revelaria o Verbo que se fez Carne. Para os judeus não era esse o Messias que eles aguardavam e aguardam até hoje, pois os seus anseios estavam voltados para um Messias que nascesse num palácio para ser o rei de Israel. Havia chegado o tempo de o Salvador nascer neste mundo e acordo com as profecias bíblicas, as quais deveriam ser cumpridas exatamente como foi profetizado. No mundo secular se comemora em 25 de dezembro o nascimento de Jesus, mas é preciso entender que no mês de Dezembro é inverno em Israel e não consta nos escritos que fazia frio no dia em que Jesus nasceu. Uma indicação mais provável é que Ele tenha nascido entre setembro ou outubro, pois era outono, uma data mais propícia. Ainda é preciso levar em conta o escrito João: "E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade. João 1:14". Isso nos faz refletir que o Verbo se tabernaculou, ou seja, Jesus na sua encarnação.  “Naquele dia levantarei o tabernáculo caído de Davi, repararei as suas brechas, e, levantando-o das suas ruínas restaurá-lo-ei como fora nos dias da antiguidade”. (Amós 9.11).  A Festa dos Tabernáculos fala da alegria do Messias tabernaculando em nosso meio. É época de regozijo, de plenitude.
1) DEUS USOU O DECRETO DO IMPERADOR PARA LEVAR MARIA AO LUGAR DA PROFECIA - Lucas 2.1 E ACONTECEU naqueles dias que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse
* Todas as coisas contribuem para que todos os propósitos divinos sejam realizados - Mas tu, Belém de Efrata, tão pequena para seres contada entre as famílias de Judá. É de ti que há-de sair Aquele que governará em Israel. (Miquéias 5.1).
O recenseamento imposto aos povos de todas as cidades tinha a finalidade de um controle dos impostos obrigatórios ao governo romano. É lógico que essa convocação envolvendo todos os judeus estava também nos planos divinos. Isto porque, Maria e José moravam em Nazaré e se não houvesse esse alistamento decretado pelo imperador, com obrigação de José se alistar na cidade dos seus ancestrais, certamente o casal não teria se deslocado para Belém da Judéia. A profecia de Miquéias era clara em relação ao local do nascimento de Jesus quando diz: ...de ti Belém há de sair àquele que governará Israel. Se a profecia fosse descumprida tudo estaria perdido, mas Deus estava no controle da situação e nada sairia errado.
2) A PROVIDÊNCIA DIVINA PREPARA TODAS AS COISAS PARA SEU CUMPRIMENTO PROFÉTICO - Lucas 2.2 (Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirino presidente da Síria).
* Deus está sempre no controle porque Ele vela pela sua Palavra para fazer cumprir - E disse-me o Senhor: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la. Jeremias 1:12
Deus tinha uma promessa com Israel e mesmo com a nação totalmente descompromissada com a adoração e fidelidade a Ele, mas mesmo o povo estando nessa condição Deus estaria sempre atento para velar pela sua palavra e cumpri-la. Assim a aliança permaneceria, pois o Senhor não havia se esquecido dela. Em relação ao nascimento de Jesus havia várias promessas através de profecias vindas de vários profetas. Portando o nascimento de Jesus estava premeditado incluindo o tempo e o lugar que Ele iria nascer e Deus velou sobre esta promessa para que tudo acontecesse como foi predito por Ele.
3) O DECRETO SOBRE O ALISTAMENTO ERA POLÍTICO, MAS O SENHOR FEZ OUTRO USO DELE - Lucas 2.3 E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade.
* O alistamento seria na cidade dos ancestrais, daí José e Maria irem a Belém da Judéia - Não diz a Escritura que o Cristo vem da descendência de Davi, e de Belém, da aldeia de onde era Davi? João 7:42
O decreto do alistamento tinha finalidade política, mas também para o controle de arrecadação dos impostos e envolvia a obrigatoriedade de todos os judeus irem se alistar nas cidades dos seus ancestrais. Como José constava na genealogia de Davi e Davi era dessa cidade, então José teve que ir se alistar nesse lugar levando também Maria que estava para dar a luz o Messias. Quem poderia imaginar que este alistamento decretado com fins políticos e monetários, poderia contribuir com os propósitos divinos. Mas, é assim que Deus age em várias situações para que os seus planos tenham andamento e sigam o curso das profecias bíblicas com toda exatidão.
4) O PROPÓSITO DO ALISTAMENTO ERA ALGO SEM VALOR DIFERENTE DO PROPÓSITO DIVINO - Lucas 2.4 E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém (porque era da casa e família de Davi),
* Muito além dos propósitos e intenções dos homens estão os propósitos divinos - Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Eclesiastes 3:1
Nesse recenseamento seriam registrados os indivíduos de acordo com as suas tribos, famílias ou clãs, e casas. Através dessa exigência é que José e Maria foram a Belém da Judéia para se alistarem. Maria provavelmente  tinha planejado ficar em Nazaré, mas isso não lhe foi permitido, pois o Espírito Santo estava agindo nessa questão para cumprir o que foi dito pela Escrituras. O homem pode fazer todo tipo de planos e geralmente é assim que acontece, mas quando Deus tem um propósito a realizar ninguém poderá impedir, pois a providência divina organiza todas as coisas para o cumprimento das escrituras. Deus também pode usar o que o homem planeja para servir seus propósitos, mas indo além da sua intenção do homem, Ele serve os seus maiores propósitos.
5) ACIMA DE TODOS OS PENSAMENTOS DE MARIA E JOSÉ ESTAVA A DIREÇÃO DO ESPÍRITO SANTO - Lucas 2.5 A fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida.
* José deveria alistar em Belém, mas Maria também foi pela direção do Espírito Santo - Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus esses são filhos de Deus. Romanos 8:14   
Maria e José eram verdadeiros crentes tementes e obedientes e a própria Maria declarou isso quando disse que se cumprisse nela a vontade de Deus. É característica de todos os verdadeiros crentes serem guiados pelo Espírito Santo. Quem é crente de verdade se submete pela fé à sua orientação sendo docilmente levado a toda verdade e à total submissão. Os dois servos de Deus poderiam ter pensamentos próprios ou feitos planos a respeito desse assunto, mas acima de todo pensamento e de todo plano estava à direção do Espírito Santo.
6) A PRESENÇA DE MARIA EM BELÉM DA JUDÉIA GARANTIA ESTAR TUDO CONFORME A PROFECIA - Lucas 2.6 E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias em que ela havia de dar à luz.
* Tudo o que Deus fala pela revelação profética, sempre se cumprirá no tempo certo - Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, Gálatas 4:4
O dia, hora e lugar para Maria dar a luz do Salvador Jesus estava totalmente de acordo com o propósito de Deus e tudo que foi profetizado se cumpriu totalmente. Como foi prometido e profetizado desde a fundação do mundo, no devido tempo, Ele foi manifestado para esse propósito. Para cumprir o grande plano a que tinha se proposto, Ele sujeitou-se a nascer "...de mulher" que refere-se a sua encarnação e nascer "sob a lei", que refere-se a sua submissão.
7) O FATO DE NÃO HAVER LUGAR NA ESTALAGEM PREFIGURA O INÍCIO DA REJEIÇÃO AO MESSIAS - Lucas 2.7 E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.
* Os judeus aguardavam O Messias nascido em palácio e não numa humilde manjedoura - Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. João 1:11
Os judeus até os dias de hoje não aceitam esse Jesus que nasceu em Belém da Judéia pelo fato das condições e locais humildes em que veio se encarnar neste mundo. O Messias que eles aguardam deve vir como rei e nascido em palácio e não numa manjedoura. Essa rejeição já é ilustrada pelo fato de não haver lugar para Ele na hospedaria, onde poderia nascer entre os seus. Os judeus se contentaram com os tipos e não reconheceram o anti-tipo. Tinha Moisés e a Lei, o templo e os sacrifícios, mas não entendiam essas luzes tipológicas que apontavam para a verdadeira luz que era Cristo. O povo estava preso as suas tradições religiosas que não eram capazes de compreender as verdades espirituais. Jesus veio ao seu mundo, pois este mundo foi criado por Ele, mas o seu próprio povo não o reconheceu, compreendeu ou recebeu.


Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel

http://pastorguilhermel.blogspot.com.br/2015/04/o-nascimento-de-jesus.html

O tempo da profecia de Daniel

O blogger do professor da escola dominical e do pregador da palavra de Deus em www.pastorguilhermel.com.br

 O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
Lição 13 - 28 de dezembro de 2014
Texto Áureo: 2 Tessalonissenses 2.3 Ninguém, de maneira alguma, vos engane, porque não será assim sem que antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição.
Leitura Bíblica em Classe: Daniel 12.1-4,7-9,11-13

O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL SE CUMPRIU, ESTÁ SE CUMPRINDO E SE CUMPRIRÁ

Introdução: Através desse estudo no livro de Daniel, está mais do que esclarecido que as visões, sonhos e revelações dadas a esse profeta, não se prendiam apenas a sua época, isto porque houve revelações para o seu tempo, para os nossos tempos e para tempos que hão de vir. É importante sabermos que todas as revelações que já se cumpriram e estão em cumprimento, aconteceram e acontecem exatamente como o profeta recebeu e deixou registrado nas Escrituras Sagradas; isso reforça a tese sobre as que faltam a se cumprir, que sem sombra de dúvida acontecerão exatamente como foi registrado. Como estas revelações têm sido precisas no seu cumprimento, é necessário que a Igreja sempre venha a ser doutrinada sobre esse tema, pois são temas que envolvem a eternidade da alma tanto para o céu, como para o inferno. 
1 - MIGUEL SERÁ O GUARDIÃO DE ISRAEL QUANDO NOS MEADOS DA TRIBULAÇÃO O ANTICRISTO SE REVELAR - Daniel 12.1 E NAQUELE tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro.
*O evangelho será pregado na tribulação e quem se converter terá seu nome no livro da vida - E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo. Apocalipse 20:15
Esta revelação descreve os meados da grande tribulação com a expressão "tempo do fim". Esse será o tempo em que o anticristo romperá a sua aliança com Israel, profanando o templo e revelando-se como ditador do mundo, e mais ainda, como deus. Exatamente nesse período haverá batalha no céu espaciais sendo os protagonistas dessa batalha o arcanjo Miguel e Satanás chamado de o grande dragão. (E houve batalha no céu; Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos; Apocalipse 12:7). Nessa batalha o arcanjo Miguel vencerá Satanás e o lançará por terra e na fúria dessa derrota ele investirá furiosamente contra Israel (E, quando o dragão viu que fora lançado na terra, perseguiu a mulher que dera à luz o filho homem. Apocalipse 12:13). Para esses perseguidos por Satanás, Deus providenciou um lugar de refúgio onde eles permanecerão por toda segunda metade da tribulação, e só sairão quando Cristo voltar a terra para derrotar todos esses seres malignos. Porém nem todo Israel ficará abrigado nesse período e isso permitirá que Satanás continue perseguindo os restantes do povo de Israel (E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo. Apocalipse 12:17). Nesse período as almas que aceitarem Cristo pela pregação do evangelho do reino serão salvos e terão os seus nomes escritos no livro da vida. Assim ganharão o direito de estarem habitando no reino milenar governado por Cristo. Miguel nesse período estará em plena atividade dando cobertura aos perseguidos por Satanás

2 - O CORPO DOS QUE FORAM E DOS QUE VÃO SERÃO GLORIFICADOS, QUEM NÃO FOR VAI PARA O INFERNO - Daniel 12.2 E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.
*Os portais celestiais se abrirão para a noiva prudente, já para a noiva néscia ele será fechado - E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta. Mateus 25:10
Esta revelação envolve duas situações em relação à transformação dos corpos chamada de ressurreição. Quando Jesus voltar nos ares para buscar a sua Igreja, os mortos que já partiram salvos voltarão com Ele e serão ressuscitados, ou seja, trata-se do corpo carnal que um dia morreu e foi sepultado. Esse corpo de alguma forma sobrenatural se unirá ao espírito que havia subido para a glória e se transformará em um corpo glorificado. Isso tudo acontece num abrir e piscar de olhos. Quanto aos vivos salvos, esses não conhecerão a morte, pois no momento do arrebatamento os corpos vivos serão transformados se tornando em corpos glorificados. Quando Jesus voltar a terra no final da tribulação junto com a sua Igreja, os salvos e mártires da grande tribulação serão ressuscitados para entrar no reino. Contudo, aqueles que morreram sem Cristo na grande tribulação só serão ressuscitados para o julgamento do grande trono branco, onde serão julgados e condenados para toda eternidade. (E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras. Apocalipse 20:13). Cabe a Igreja dar mais atenção a essas revelações e estar atenta e prudente para esse momento, pois quando os portais eternos se fecharem, não haverá mais oportunidade de salvação. Jesus deixou bem claro sobre essa situação na parábola das dez virgens. Cinco foram salvas para a eternidade com Cristo e cinco ficaram para a eternidade com o Diabo, e Ele estava falando de crentes prudentes e crentes néscios. 
3 - QUEM É SÁBIO PARA PARA BENEFICIAR E INSTRUIR ALMAS TEM GLÓRIA RESERVADA NO CÉU - Daniel 12.3 Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça, como as estrelas sempre e eternamente.
*Quanto mais fizermos em benefício das almas, maior será a glória e o galardão que Cristo dará - Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus. Lucas 6:35
As nossas recompensas na eternidade após o arrebatamento da Igreja dependerá da maneira como vivemos e servimos no reino de Deus. Isso é que irá determinar as recompensas quando as nossas obras forem julgadas no Tribunal de Cristo. As maiores recompensas estão reservadas para todos os ganhadores de almas para o reino de Deus e essas recompensas são graus de glorificação, ou seja, será como patentes adquiridas por bons serviços prestados como é no militarismo. Quem não vive das fantasias dos que acham que a Igreja vai ficar no céu celestial passeando em ruas de ouro e habitando em mansões, sabe que a realidade é outra completamente fora dessas ilusões. A igreja estará reinando com Cristo aqui nesta terra em corpos glorificados durante o período milenar e durante esse reino na terra, compartilharemos do trabalho que Ele tem para nós, de acordo com o modo como vivemos para Ele e o servimos aqui nessa terra. Os que sofrem a serviço de Cristo serão os mais recompensados ao participar do seu reino milenar e da sua glória.
4 - A PROFECIA É CONHECIDA NO CUMPRIMENTO, ISRAEL NA TRIBULAÇÃO CORRERÁ PARA CONHECER - Daniel 12.4 E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará.
*O conhecimento dessa profecia tem se multiplicado na Igreja que busca e deseja a vinda de Cristo - Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém. 2 Pedro 3:18
O Senhor será fiel em cumprir as promessas feitas ao povo de Israel, por isso Ele deixou registrado em um documento que chamamos de livro. Fechar e selar esse livro não significa que ele ficaria oculto ou escondido. A questão de selar na realidade entende-se que as suas revelações não seriam compreendidas naquele tempo, e sim ao longo do tempo. Com o cumprimento de algumas revelações juntando com as revelações dadas a João no livro do Apocalipse veio mais luz ao nosso entendimento, assim como por toda Escritura Sagrada. Assim as Escrituras têm sido esquadrinhadas e o conhecimento das profecias tem sido multiplicado. Entende-se que na grande tribulação haverá uma grande correria por parte do Israel perseguido, nos sentido de examinarem as escrituras para compreenderem as aflições que estarão sofrendo pela perseguição do anticristo, como também como será o livramento que o Senhor reservou para eles. A igreja que não prega essas doutrinas para que o povo possa crescer no conhecimento da Palavra de Deus, não realidade não é uma igreja enquadrada dentro dos contextos necessários de preparar as almas para a salvação eterna. Igreja que só vive de campanhas e não tem a sã doutrina ou escola dominical, é uma igreja falsa dirigida por enganadores e exploradores do povo.

5 - PELO JURAMENTO DIVINO O TEMPO QUE DURARÁ A TRIBULAÇÃO É DECISÃO IRREVOGÁVEL - Daniel 12.7 E ouvi o homem vestido de linho, que estava sobre as águas do rio, o qual levantou ao céu a sua mão direita e a sua mão esquerda, e jurou por aquele que vive eternamente que isso seria para um tempo, tempos e metade do tempo, e quando tiverem acabado de espalhar o poder do povo santo, todas estas coisas serão cumpridas.
*Quando esse tempo determinado chegar a Igreja salva estará em outra dimensão fora desse tempo - Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. 1 Coríntios 15:52
Na história que Deus escreveu existe um cronograma que envolve uma série de acontecimentos vindos de decisões irrevogáveis, onde na grande tribulação Ele estará cumprindo com todo o rigor, dos quais está o derramamento da sua ira sobre a face da terra. No encerramento da dispensação da graça onde a salvação foi estendida para todos os povos da terra sem qualquer acepção de pessoas, haverá o início de um período de grande tribulação e provação no propósito de tratar com o povo da descendência genética de Abraão. Isso acontecerá após o arrebatamento da Igreja que foi formada e edificada nesse período da dispensação da graça divina. Como Deus fez promessa a Abraão de multiplicar a sua descendência tal como as areias do mar e isso ainda não aconteceu, é evidente que isso só acontecerá no reino milenar, mas para que eles possam fazer parte desse reino terão que passar por grandes testes de fidelidade não negando Cristo em toda opressão que o anticristo impor. Também será um tempo de castigo para as nações gentias que tiveram a sua oportunidade na dispensação da graça e não deram crédito. Nesse período Deus irá peneirar e purificar Israel. preparando-os para a volta do seu Messias. (Porque eis que darei ordem, e sacudirei a casa de Israel entre todas as nações, assim como se sacode grão no crivo, sem que caia na terra um só grão.) Amós 9:9 
6 - O ARREBATAMENTO E O INÍCIO DA TRIBULAÇÃO É UM TEMPO OCULTO NA MENTE DE DEUS - Daniel 12.8 Eu, pois, ouvi, mas não entendi; por isso eu disse: Senhor meu, qual será o fim destas coisas? Daniel 12.9 E ele disse: Vai, Daniel, porque estas palavras estão fechadas e seladas até ao tempo do fim.
*O tempo da vinda de Cristo é prerrogativa do Deus Pai, porém muitos sinais mostra que está perto - Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai. Mateus 24:36
Daniel em seu tempo não pode compreender tudo o que lhe foi revelado, porém um dia quando os livros forem desenrolados por aquele que é o único digno de abrir os selos, certamente ele compreenderá. Porém aqui nesse plano terreno com as novas revelações que se encaixam com as que Daniel recebeu, é certo que a nossa compreensão é mais nítida a respeito desses acontecimentos futuros. Agora, uma coisa que ninguém sabe embora alguns estúpidos já procuraram fazer, é descobrir o dia do arrebatamento e o início dessas coisas seladas para o tempo do fim. Os julgamentos divinos jamais serão adiados e entendemos assim que Deus já fixou esse dia determinado. Porém este dia e hora é um segredo oculto em Deus, o qual a ninguém Ele revelou. Nenhum homem o sabe; ne o mais sábio, pela sua sagacidade alcançar ou interpretar esse segredo divino. Este é um dos segredos qeu pertencem ao Senhor, nosso Deus. Isso nos impulsiona a sermos mais vigilantes quanto a nossa vida espiritual e jamais nos descuidando quanto a nossa santificação, pois sem a santificação ninguém verá o Senhor. 
7 - NO MEIO DA TRIBULAÇÃO O ANTICRISTO SE REVELARÁ A ISRAEL DE UMA FORMA PROFANA - Daniel 12.11 E desde o tempo em que o sacrifício contínuo for tirado, e posta a abominação desoladora, haverá mil duzentos e noventa dias.
*A profanação de um lugar santo é algo que o crente que teme ao Senhor jamais aceitará - Guarda o teu pé, quando entrares na casa de Deus; porque chegar-se para ouvir é melhor do que oferecer sacrifícios de tolos, pois não sabem que fazem mal. Eclesiastes 5:1
O ponto de partida para acontecerem as grandes aflições e perseguições é o meio da grande tribulação, quando o anticristo colocar uma estátua no templo e exigir adoração a ele. Isto é a abominação desoladora que vai ser colocada no templo. É nesse tempo que Israel que até então tinha o anticristo como o seu messias despertará da sua cegueira espiritual repudiando esse governante. A palavra diz que aquele que usa de engano não ficará para sempre em minha casa e isto serve para todos aqueles que usam de engano e mentiras para viver a custa do povo leigo. Ninguém pode roubar de Deus a honra e a reverência que lhe são devidas. Ele não aceita adoração superficial, insincera e hipócrita. Deus não habita em templos como era no passado, pois Deus habita em nós que somos templos do Seu Espírito e a nossa adoração a Ele é o ministério mais sublime e deve vir de um coração devoto e uma vontade sujeita ao Senhor. Se participarmos do culto público abrigando no coração pecados não confessados, chamamos para nós mesmos a repreensão e o juízo divino. Oferecer sacrifícios a Deus sem uma fé obediente é um sacrifício de tolo pensando que pode enganar a Deus.
8 - CRISTO PRORROGA O FINAL DOS SETE ANOS A FIM DE PREPARAR O POVO PARA O MILÊNIO - Daniel 12.12 Bem-aventurado o que espera e chega até mil trezentos e trinta e cinco dias.
*A implantação do governo celeste na terra exigirá quarenta e cinco dias para começar a operar - Prepara de fora a tua obra, e aparelha-a no campo, e então edifica a tua casa. Provérbios 24:27
A prorrogação da semana de Daniel é compreensível pelo fato do Senhor ao final da grande tribulação ter atividades a dirigir e tarefas a cumprir, sendo que elas levam algum tempo para serem organizadas. Uma das tarefas mais complicadas será reunir o povo disperso em meio às nações do mundo para purificá-lo e prepará-lo para entrar no reino prometido. Quando temos algum grande desígnio em andamento e todo crente deve ter em relação a sua salvação eterna, é sensato fazer os preparativos necessários com relação a nossa vida espiritual e a nossa vida de serviço ao Senhor. Essa é uma obrigação que não pode parar, pois é uma obra contínua que exige esforço e abnegação para que ela possa estar de acordo com os preceitos divinos que revelam a sua vontade.
9 - O IDOSO DANIEL FOI ANIMADO PELO SENHOR A CONTINUAR POIS UM DIA ELE DESCANSARIA  - Daniel 12.13 Tu, porém, vai até ao fim; porque descansarás, e te levantarás na tua herança, no fim dos dias.
*Esse é um exemplo para todo o crente verdadeiro, que é servir fielmente ao Senhor por toda vida - Bem-aventurado aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar servindo assim. Mateus 24:46
Os passos de um homem bom são confirmados pelo Senhor, e quando ele segue o seu caminho partindo desse mundo entra no seu repouso, pois todas as atividades que exigiram do seu físico muito esforço e sofrimento se acabarão nesse dia. Os tempos e os dias terão um fim para cada um de nós e ninguém, seja salvo ou não salvo escapará disso. A diferença é que o salvo segue para a eternidade com Cristo e os não salvos para a eternidade com o diabo. Para Israel a qual Deus procurará salvar através da mensagem pregada na tribulação restará aceitar Cristo e arcar com as conseqüências disso, pois o anticristo usará de toda a crueldade para com aqueles que professarem a sua fé em Cristo. E não tem outra saída, pois a condição é aceitar a Cristo para que no julgamento das nações que acontecerá no final da grande tribulação e o Senhor separar os bodes das ovelhas, ele possa ouvir do Senhor: vinde benditos do meu Pai para o reino que vos tenho preparado. Caso contrário ouvirá o seguinte: afasta-te de mim, maldito. Devemos vigiar testemunhar e trabalhar. Não importa se vamos ter sucesso aos olhos dos homens, ou que venhamos a ser reconhecidos por todos, pois o importante é sermos fiéis e úteis em qualquer atividade que nos for outorgada dentro do contexto de reino, porque essa será uma das condições para sermos recompensados pelo Senhor.
http://pastorguilhermel.blogspot.com.br/2014/12/o-tempo-da-profecia-de-daniel.html

Um tipo futuro de anticristo

O blogger do professor da escola dominical e do pregador da palavra de Deus em www.pastorguilhermel.com.br


UM TIPO FUTURO DE ANTICRISTO
Lição 12 - 21 de dezembro de 2014
Texto Áureo: 2 Tessalonissenses 2.3 Ninguém, de maneira alguma, vos engane, porque não será assim sem que antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição.
Leitura Bíblica em Classe: Daniel 11.1-3,21-23,31,36

SE ESSE TIPO DE ANTICRISTO FOI CRUEL O ANTICRISTO SERÁ MAIS CRUEL AINDA.

Introdução: A análise de um tipo ou tipos Bíblia refere-se ao estudo de questões diversas, eventos, pessoas ou objetos no Antigo Testamento, que são considerados como "sombra" do que estava por vir, no Novo Testamento. O estudo da tipologia bíblica se faz muito importante, pois nos traz uma luz maior a respeito dos fatos bíblicos de qualquer ordem. Podemos citar como um primeiro exemplo o próprio Antigo Testamento e o Novo Testamento. Assim o Antigo é o tipo e o Novo é o antítipo, ou seja, o Novo Testamento é a revelação do Tipo que é o Antigo Testamento.  Assim entendemos que o tipo aponta para o antítipo e o antítipo é a revelação do tipo. No caso dos personagens desse estudo escatológico, o tipo é o governante Antíoco Epifânio e, o antítipo é o próprio anticristo. Entende-se que a similaridade de Antioco Epifânio, evidentemente que não na sua íntegra aponta para o futuro personagem que se levantará na grande tribulação, denominado anticristo. Ambos se equivalem na questão voltada para o povo de Israel, o qual sofreu grandes barbáries de Antioco Epifânio e sofrerá futuramente as barbáries do anticristo neste período tribulacionista que está por vir. O grande consolo é que a Igreja fiel será arrebatada para Cristo e estará livre desse governante cruel, porém a igreja infiel ficará nas mãos desse ser, sem esperança de salvação.
1 - O MENSAGEIRO DIVINO LEVANTOU-SE PARA ANIMAR E FORTALECER O ABATIDO REI DARIO - Daniel 11.1 EU, pois, no primeiro ano de Dario, o medo, levantei-me para animá-lo e fortalecê-lo.
*Os governantes mesmo sob domínio demoníaco podem ser usados em propósitos divinosQue digo de Ciro: É meu pastor, e cumprirá tudo o que me apraz, dizendo também a Jerusalém: Tu serás edificada; e ao templo: Tu serás fundado. Isaías 44:28
Tanto Dario dos Medos e Ciro dos Persas, sempre demonstraram compaixão pelos exilados judeus, e mais ainda, permitiram aos judeus o retorno para sua terra e também que reconstruíssem o templo e a cidade de Jerusalém. Os governantes da Pérsia não faziam idéia de que Satanás agia estrategicamente para influenciá-los a tomar decisões que prejudicariam o povo de Deus. Os temores de Dario quanto à estabilidade do seu reino foram dissipados, pois Deus mostrou que haveria continuidade levantando outros governantes sucessores do seu reino, que também favoreceriam os judeus. O próprio Ciro que assinou o edito para o retorno dos judeus a Jerusalém foi predestinado por Deus a ser um protetor e favorecedor do seu povo muito tempo antes do seu nascimento como está registrado no livro de Isaías. Todos aqueles que estão ao lado do povo de Israel contam com as bênçãos divinas como está escrito: (Orai pela paz de Jerusalém; prosperarão aqueles que te amam. Salmos 122:6).
2 - POR TEREM CONSIDERAÇÃO COM O POVO DE ISRAEL O REINADO PERSA SE ESTENDERIA - Daniel 11.2 E agora te declararei a verdade: Eis que ainda três reis estarão na Pérsia, e o quarto acumulará grandes riquezas, mais do que todos; e, tornando-se forte, por suas riquezas, suscitará a todos contra o reino da Grécia.
*Deus foi benevolente com os persas por terem atendido seus propósitos com seu povo - O estrangeiro não afligirás, nem o oprimirás; pois estrangeiros fostes na terra do Egito. Êxodo 22:21
Deus jamais se esquece de seu pacto e de moderar, assim, as convulsões que estavam acontecendo por todo o mundo, de modo a proteger sempre seu povo com sua assistência. Os três reis que se levantaram entende que eram Ciro, Artaxerxes e Assuero que casou-se com Ester. A continuidade dessa dinastia que prosperava muito se prendia ao fato de beneficiarem os judeus. O próprio Egito que já abrigou e favoreceu os hebreus no tempo de José, onde também Jesus foi levado quando ainda bebe, para escapar dos morticínios das crianças ordenado por Herodes e na grande tribulação o Egito será também um lugar de muitos refugiados judeus perseguidos pelo anticristo. Em decorrência disso eles por ajudarem Israel terão lugar no reino milenar de Cristo, assim como está escrito em: (E, se a família dos egípcios não subir, nem vier, não virá sobre ela a chuva; virá sobre eles a praga com que o Senhor ferirá os gentios que não subirem a celebrar a festa dos tabernáculos. Zacarias 14:18).
3 - O REI VALENTE É ALEXANDRE QUE TINHA O PODER DE CONQUISTAR TUDO QUE QUIZESSE - Daniel 11.3 Depois se levantará um rei valente, que reinará com grande domínio, e fará o que lhe aprouver.
*Um reino mais forte sempre se levanta derrubando o mais fraco, porém Deus está no controle - Olha, ponho-te neste dia sobre as nações, e sobre os reinos, para arrancares, e para derrubares, e para destruíres, e para arruinares; e também para edificares e para plantares. Jeremias 1:10
Como um reino não perdura eternamente e isso só acontecerá com o reino de Cristo, o tempo dos Persas havia chegado ao fim, pois os propósitos de Deus em relação a eles, já havia se completado com o retorno dos judeus a Jerusalém. Assim surge no cenário Alexandre o grande, governante da Grécia que passou a ser o poder dominante conquistando todos os reinos que quisesse. Tudo isso fazia parte do plano soberano de Deus para que os gregos dessem a sua contribuição. Com os gregos governando houve a difusão da língua e da cultura grega que ajudou posteriormente a propagar o evangelho e o Novo Testamento grego. Isso mostra que Deus está no controle de todas as coisas, e usa do seu poder para atender os seus propósitos em tudo que possa contribuir para ir completando a história que Ele escreveu sobre o destino da humanidade.
4 - QUANDO ANTÍOCO EPIFÂNIO UM TIPO DE ANTICRISTO ASSUMIU, ESTAVA NOS PLANOS DE DEUS - Daniel 11.21 Depois se levantará em seu lugar um homem vil, ao qual não tinham dado a dignidade real; mas ele virá caladamente, e tomará o reino com engano.
*Esse cruel tipo de anticristo preliminarmente aponta para o antítipo que será mais cruel ainda - E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se-lhe poder sobre toda a tribo, e língua, e nação. Apocalipse 13:7
Depois da morte de Alexandre, quando o seu reino foi dividido em quatro regiões, as quais foram distribuidas a seus quatro generais, as coisas começam a mudar novamente. Surge em cena Antíoco Epífanes da Síria, um homem perverso que, em seu caráter e atividades, é um retrato, ou seja, um tipo do futuro anticristo., Antíoco era um homem vil e não era o herdeiro do trono, pois o conquistou ilicitamente. Teve grande sucesso em suas campanhas militares e sabia combinar estratégias cheias de ardis, assim como o uso da violência em suas conquistas. Foi um grande perseguidor do povo judeu praticando grandes atrocidades, isto porque o povo judeu com toda benevolência que Deus tem por eles, sempre se identificaram como um povo obstinado e de dura cerviz. Deus castiga aqueles a qual Ele ama para trazê-los ao arrependimento. Assim será na grande tribulação quando o anticristo aliciará o povo judeu na primeira metade e na segunda metade os oprimirá e perseguirá com toda fúria na intenção de exterminá-los. E tudo isso será permitido para que esse povo que tem uma promessa de Deus feita a Abraão venha a se arrepender e serem salvos para o reino milenar.
5 - A ESSE REI FOI PERMITIDO VENCER AS NAÇÕES ASSIM COMO AO ANTICRISTO SERÁ PERMITIDO - Daniel 11.22 E com os braços de uma inundação serão varridos de diante dele; e serão quebrantados, como também o príncipe da aliança.
*Quanto ao tipo de anticristo e seu antítipo a intenção divina é afligir Israel ao arrependimento - Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver. Mateus 24:21
Foi como um dilúvio, não por sua própria força, mas porque Deus queria usar a mão desse tirano para afligir os israelitas, pois era um povo que só se voltava para Deus quando as coisas ficavam difíceis para eles. Assim também na grande tribulação o anticristo estará agindo com grande crueldade impondo um domínio e controle marcando o povo com a marca da besta para que possa ter o controle absoluto de todos os povos. Como Jesus adverte as atrocidades que já existiram em todos os tempos, as quais sabemos que foram terríveis, não se comparam com as que estão por vir. Os julgamentos divinos serão terríveis sobre a terra. Durante a primeira metade (três anos e meio) da tribulação, os julgamentos serão naturais: guerras, fome, terremotos e muito mais. Na última metade, porém, os juízos serão sobrenaturais e devastadores. Durante esse período, Deus cuidará de seus escolhidos, ou seja, os povos da promessa feita a Abraão para os seus descendentes inciados pelas três mulheres que lhe geraram filho. Esses escolhidos não são os membros da Igreja, uma vez que esta terá sido arrebatada nas vésperas da grande tribulação. 
6 - A ARTE DO ANTICRISTO SERÁ DE ENGANAR ASSIM O SEU TIPO FOI UM GRANDE ENGANADOR - Daniel 11.23 E, depois do concerto com ele, usará de engano; e subirá, e se tornará forte com pouca gente.
*Esse tipo de anticristo tentou enganar Israel assim como o anticristo enganará até se revelar - E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta. Apocalipse 13:15
O perfil sórdido de Antíoco era demonstrado pelas mentiras e enganos que usava com os demais governantes, os quais incluíam-se os judeus. Foram através desses artifícios que ele galgou várias conquistas, sendo que após as suas conquistas ele se revelava como realmente era mostrando a sua face oculta. Assim será o anticristo em relação ao povo de Israel na primeira metade da grande tribulação. Isto porque, ele fará uma aliança de paz com os judeus e ajudará na construção do templo de Jerusalém, que o fará cair na graça dos judeus. Isso mostra que o diabo está muito presente no meio do povo de Deus que atualmente é a Igreja, com muitos enganos e introduzindo falsos pastores que usam de meios heréticos para ludibriar o povo de Deus.  (Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Mateus 24:24).
7 - O ANTICRISTO NOS MEADOS TRIBULACIONISTA PROFANARA O TEMPLO ASSIM COMO SEU TIPO FEZ - Daniel 11.31 E braços serão colocados sobre ele, que profanarão o santuário e a fortaleza, e tirarão o sacrifício contínuo, estabelecendo abominação desoladora.
*O anticristo se revelará a Israel no meio da tribulação assim como o seu tipo foi revelado - E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; 2 Tessalonicenses 2:8
Antíoco profanou o templo introduzindo animais considerados imundos pelas leis cerimoniais, como o porco e mando sacrificar esses animais no altar do holocausto afrontando o Deus de Israel. Assim todos os sacrifícios cessaram, e os ritualismos dos sacrifícios no templo cessaram por causa dessa abominação. Assim também fará o anticristo no início da segunda metade da grande tribulação quando erguerá uma estátua de si próprio no átrio o templo e exigirá que ela seja adorada. A partir da segunda metade da grande tribulação o anticristo iniciará uma grande perseguição aos judeus juntamente com o grande dragão Satanás que foi lançado por terra pelo Arcanjo Miguel na grande batalha no espaço. (E, quando o dragão viu que fora lançado na terra, perseguiu a mulher que dera à luz o filho homem. Apocalipse 12:13).
8 - O ANTICRISTO SE EXALTARÁ NA TRIBULAÇÃO, MAS LOGO CAIRÁ, ASSIM COMO CAIU O SEU TIPO - Daniel 11.36 E este rei fará conforme a sua vontade, e levantar-se-á, e engrandecer-se-á sobre todo deus; e contra o Deus dos deuses falará coisas espantosas, e será próspero, até que a ira se complete; porque aquilo que está determinado será feito.
*Todos os governos caíram e cairão o último será o anticristo até Cristo assumir - E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela fizera os sinais, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre. Apocalipse 19:20

Assim como foi Antíoco bem-sucedido em suas conquistas até saquear o templo de Jerusalém quando logo veio a sua morte, também este governante chamado anticristo será bem-sucedido até o fim da tribulação, quando Cristo virá para estabelecer o seu reino. Será decretado o fim da sua carreira uma vez que será lançado juntamente com o falso profeta no lago de fogo e enxofre. Este será o fim desse governante que na realidade estará dentro dos propósitos divinos para que através de todas as perseguições que ele realizará, principalmente impondo o seu sinal nas pessoas, muitos venham a se arrepender e serem salvos professando a sua fidelidade a Cristo, e não aceitando as exigências do anticristo. (Então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que o não serve. Malaquias 3.18). 

http://pastorguilhermel.blogspot.com.br/2014/12/um-tipo-futuro-de-anticristo.html

O homem vestido de linho

O blogger do professor da escola dominical e do pregador da palavra de Deus em www.pastorguilhermel.com.br

http://pastorguilhermel.blogspot.com.br/2014/12/o-homem-vestido-de-linho.html

PERSONALIDADE DO ANO

PERSONALIDADE DO ANO
Responsabilidade Social

ENTRE PARA ESSA GALERIA DE AMIGOS

SEJA UM MANTENEDOR

Quer ajudar esta obra? Então faça sua doação por um dos meios abaixo.

Caixa Econômica Federal
Agência 1613 - Conta Corrente 942-7


Banco Itaú - Agência 9184
Conta corrente 05524-3
 

© 2011 Escola Dominical - Esboços da EBD - Jesus escolhe seus discipulos

Template By Adilson Guilhermel - Design Google Blogs - PageNav pastorguilhermel